Pobreza em Portugal

Posté par goalexandre le 1 novembre 2008

boa tarde a todos e todas

 

A pobreza em portugal  me lembra muita coisa estas imagens  muito obrigado a frança  ea meu pai

 

http://videos.sapo.pt/cC3PIZK0ZGgZk1ejV5db

Publié dans em portugal, Non classé, quem sommos nos, videos importantes | Pas de Commentaire »

socrates e o tratado europeio

Posté par goalexandre le 1 novembre 2008

bon dia a todos e todas

 

 

http://www.dailymotion.com/video/k6IbWgSlcKbP0kqUBj

Publié dans actualidades, videos importantes | Pas de Commentaire »

Fundação do partido socialista português

Posté par goalexandre le 1 novembre 2008

http://www.ps.pt/index.php?option=com_content&task=blogcategory&id=29&Itemid=38

 

Antecedentes
A 19 de Abril de 1973, o Congresso da Acção Socialista Portuguesa (A.S.P.), « ponderando os superiores interesses da Pátria, a actual estrutura e dimensão do movimento, as exigências concretas do presente e a necessidade de dinamizar os militantes para as grandes tarefas do futuro, deliberou transformar a A.S.P. em Partido Socialista ». 

A primeira organização partidária do movimento socialista em Portugal foi criada, em 1875, por Azedo Gneco, Antero de Quental e José Fontana, entre outros.

O 28 de Maio de 1926, e a consequente ilegalização dos partidos políticos disfere um golpe numa estrutura incapaz de se adaptar às condições da clandestinidade. Daí para a frente ensaiam-se diversas outras tentativas de criação de organizações socialistas, sem, no entanto, se conseguirem afirmar no seio das correntes da oposição ao Estado Novo. Neste contexto, destacam-se: o Núcleo de Doutrinação e Acção Socialista (1942-1944), o Partido Socialista Independente (1944), a União Socialista (1944-1950), o Partido Trabalhista (1947) e a Frente Socialista (1950-1954). Entretanto, o P.S.P. (S.P.I.O) entrava também num esforço reorganizativo (1946).

Ler mais…

 

A Acção Socialista Portuguesa (1964 – 1973)
Ramos da Costa, Tito de Morais e Mário Soares

Ramos da Costa, Tito de Morais e Mário Soares
em Genebra, Novembro de 1964

A Acção Socialista Portuguesa foi fundada em Genebra por Mário Soares, Manuel Tito de Morais e Francisco Ramos da Costa, em Novembro de 1964. Representando um novo esforço de estruturação do movimento socialista, o certo é que não logrou estabelecer as bases de implantação a que aspirava, conciliando dificilmente os instrumentos de luta na clandestinidade com as poucas possibilidades de intervenção legal permitidas pelo regime salazarista.

A ASP iniciou a publicação do Portugal Socialista em Maio de 1967, estabelecendo também numerosos contactos com partidos e organizações internacionais, sendo formalmente admitida na Internacional Socialista em 1972.

Foi o embrião do futuro Partido Socialista.

Ler mais…

 

O Movimento Socialista até à fundação da ASP
Programa do Partido Socialista Português, 1928Reuniram-se aqui, sem carácter exaustivo, alguns documentos referentes a organizações socialistas que antecederam a criação, em 1964, da Acção Socialista Portuguesa. Com excepção do Programa do PSP, datado de 1928, os documentos representam tentativas de criação, nos anos 40 e 50, de organizações clandestinas de cariz socialista.
Ler mais…

 

Fundação
A transformação da Acção Socialista Portuguesa em Partido Socialista ocorreu a 19 de Abril de 1973. Deliberada em congresso da A.S.P realizado na Alemanha, não foi uma decisão consensual para os vinte e sete delegados aí presentes. 

A Declaração de Princípios e Programa do Partido Socialista, aprovados em Agosto de 1973, resultaram de diversas contribuições de militantes e simpatizantes do interior e do exterior.

Na Declaração de Princípios afirmava-se a defesa do socialismo em liberdade, ao mesmo tempo que se defendia como objectivo último uma sociedade sem classes e o marxismo era aceite como « inspiração teórica predominante », embora permanentemente repensado.

O Programa reflectia, assim, um compromisso entre o sistema parlamentar da Europa Ocidental e uma estratégia de ruptura com a organização capitalista da economia.

 

Fundação do Partido Socialista
Esta lista, com a respectiva ordem de precedência, foi elaborada em 1977 por Manuel Tito de Morais e Catanho de Menezes, nomeados para o efeito pela Direcção do P.S. Foram-lhe posteriormente acrescentados alguns nomes de militantes que entretanto haviam saído do PS. Todos eles figuram na lápide colocada à entrada da Sede Nacional do P.S. e inaugurada no 25º aniversário da fundação do Partido. 

Fundação do Partido Socialista

Participantes no Congresso da Acção Socialista Portuguesa reunido em Bad Munstereifel, 19 de Abril de 1973, que decidiu fundar o Partido Socialista.

Ler mais…

 

Fundação do Partido Socialista – Documentos da Fundação do Partido Socialista (1973)
Primeiro símbolo utilizado pelo Partido Socialista (Agosto de 1973)

Primeiro símbolo utilizado pelo Partido Socialista
(Agosto de 1973).
Oferecido por Enzo Brunori, militante do Partido Socialista Italiano.

No dia 19 de Abril de 1973, na cidade alemã de Bad Munstereifel, militantes da Acção Socialista Portuguesa idos de Portugal e de diversos núcleos no estrangeiro, reunidos em Congresso, aprovam, por 20 votos a favor e 7 contra, a transformação da ASP em Partido Socialista. Finda a votação, todos os congressistas aplaudiram de pé a deliberação. Eram 18 horas. Publicam-se, em seguida, os diversos documentos preparatórios dessa reunião e, bem assim, outros que viriam a ser publicados na sequência directa da fundação do PS.

Ler mais…

 

Declaração de Princípios e Programa do Partido Socialista (1973)
Declaração de Princípios e Programa do Partido Socialista (1973)Na sequência da transformação da ASP em Partido Socialista, foram iniciados os trabalhos de redacção do respectivo Programa e Declaração de Princípios, recolhendo contribuições de diversos militantes do interior e no exílio. Em Paris, nos finais de Agosto, membros da direcção do interior e do exterior discutem e aprovam os referidos textos programáticos do PS. A primeira edição desses documentos ocorreu em Itália, em Setembro desse ano de 1973.
Ler mais…

 

Declaração de Princípios (Aprovados no VI Congresso Nacional, Lisboa 1986)
Princípios fundamentais 

1.1 — O PS é a organização política dos portugueses que procuram no socialismo democrático a solução dos problemas nacionais e a resposta as exigências sociopolíticas do nosso tempo.

O socialismo democrático é no plano moral a mais nobre causa política do nosso tempo e o herdeiro por excelência de todas as tradições humanistas acumuladas, consciência universal ao longo dos séculos.

Ler mais…

 

Publié dans aççoes a fazer, actualidades, formaçao militantes, historia du ps português, quem sommos nos, videos importantes | Pas de Commentaire »

12345
 

Reg 68! Le blog de Régis Ba... |
Blog Officiel de Martine VA... |
Mouvement Humaniste Algérien |
Unblog.fr | Annuaire | Signaler un abus | Politiquement
| Le Parti de la France en Li...
| Commission du Développement...